Páginas

PALAVRAS

 photo anigifbv174.png.gif
SEJA BEMVINDO AO GRUPO-MOITA

sábado, 3 de junho de 2017

MANJAR DE LEITE CONDENSANDO

MANJAR DE LEITE CONDENSADO Esse manjar é uma ótima sugestão de sobremesa, ao mesmo tempo que é simples, fácil e barato. Fora que é uma sobremesa que praticamente todo mundo gosta. Geladinha eu acho uma delícia. Eu sou muito a favor de receitas assim, fáceis, gostosas e baratas. Ainda mais quando vai chegando no fim de ano. São tantos compromissos, são tantas confraternizações, jantares, festa da firrrrma e tanto gasto também, que receitas assim caem como uma luva. Além de você poder fazer em casa para o dia a dia ou para o fim de semana, essa receita de sobremesa é ótima para fazer e levar naquela festinha que cada um leva alguma coisa. dependendo da quantidade de convidados é só fazer duas ou três. Tempo Total: 30 minutes Rendimento: 6 a 8 porções Ingredientes 1 lata de leite condensado (395 g) 1 caixa de creme de leite (200 g) 500 ml de leite 4 colheres (de sopa) de açúcar 6 colheres (de sopa) de amido de milho (maisena) Cerejas e folhas de hortelã para enfeitar (opcional) Modo de Preparo Em uma panela dissolva o amido de milho com o leite frio. Misture bem para desfazer todas as bolinhas. Acrescente o leite condensado, o açúcar e o creme de leite, misture novamente. Leve ao fogo baixo, mexendo sempre. Assim que ferver continue mexendo sempre e deixe cozinhar por alguns minutos. Unte uma fôrma com óleo e passe um pouco de água. Despeje o manjar na fôrma úmida. Deixe esfriar e deixe na geladeira por umas duas horas. Depois solte as beiradinhas com cuidado e com uma faquinha e desenforme. Enfeite com as cerejas e as folhas de hortelã. Dicas Se não gosta de cerejas, pode usar ameixas secas ou damascos para enfeitar. Ou você também pode servir com uma geleia (mais cremosa ou dissolvida), uma calda de frutas ou chocolate, ou mesmo uma goiabada cremosa.

MINI PUDIM DE CAFE

MINI PUDIM DE CAFE COM AVELAS PICADAS RENDIMENTO: 8 UNIDADES |PREPARO: 06:05 |DIFICULDADE: FÁCIL INGREDIENTES Calda: 1 xícara (chá) de açúcar Pudim: 1 lata de Leite MOÇA® 2 medidas (da lata) de Leite Líquido NINHO Forti+ Integral 2 colheres (sopa) de NESCAFÉ® Tradição 3 ovos Crocante: meia xícara (chá) de açúcar 1 colher (sopa) de manteiga meia xícara (chá) de avelãs tostadas e quebradas (pedaços grandes) MODO DE PREPARO Calda: Em uma panela, coloque o açúcar e leve ao fogo baixo deixando derreter suavemente. Quando estiver bem dourado, junte meia xícara (chá) de água fervente, mexa com uma colher de cabo longo e deixe ferver até dissolver os torrões de açúcar. Forre com esta calda 8 forminhas refratárias (8 cm de diâmetro e 5 cm de altura) e reserve. Pudim: Bata todos os ingredientes no liquidificador, despeje nas forminhas reservadas, cubra com papel-alumínio e asse em banho-maria, em forno médio (180°C), preaquecido, por cerca de 1 hora e 30 minutos. Espere esfriar e leve à geladeira por pelo menos 4 horas. Crocante: Derreta o açúcar em fogo baixo, mexendo suavemente até caramelizá-lo. Misture a manteiga, junte as avelãs e despeje sobre uma superfície de mármore untada com manteiga. Depois de frio passe o rolo de macarrão, para triturar o crocante. Desenforme os pudins, espalhe o crocante e sirva a seguir. DICAS: - Se desejar, substitua a avelã por castanha-de-caju. - Para saber se o pudim já está assado, espete-o com uma faca. Esta deve sair limpa. - Se desejar, prepare este pudim em forma de furo central (19 cm de diâmetro).

MINI PUDIM DE MICROONDAS

MINI PUDIM DE MICROONDAS RENDIMENTO: 12 UNIDADES |PREPARO: 02:40 |DIFICULDADE: FÁCIL INGREDIENTES Calda: 1 xícara (chá) de açúcar Pudim: 1 lata de Leite MOÇA® 2 medidas (da lata) de leite 3 ovos MODO DE PREPARO Calda: Em um recipiente refratário médio de bordas altas, misture o açúcar e meia xícara (chá) de água e leve ao micro-ondas, em potência alta, por 5 minutos. Retire o refratário, mexa e volte ao micro-ondas, aquecendo de 30 segundos em 30 segundos até caramelizar, por até 2 minutos, sem deixar queimar. Distribua a calda em 12 xícaras de café (com capacidade de 80 ml) girando a calda em volta da xícara até esfriar e reserve. Pudim: Em um liquidificador, bata o Leite MOÇA, o leite e os ovos até ficar homogêneo. Transfira para as xícaras com a calda, preenchendo-as um pouco acima da metade (cerca de ¾ da xícara). Leve ao micro-ondas 4 xicaras de cada vez, deixando bem no centro do micro-ondas, em potência média, por 10 minutos. Retire do micro-ondas e deixe esfriar. Repita a operação com as demais xícaras. Leve à geladeira por cerca de 2 horas. Desenforme e sirva. DICAS: - Se desejar, você pode fazer os Pudins em xícaras de chá (com capacidade de 200 ml). O rendimento será de 8 xícaras, o que corresponde a 16 porções. Leve ao micro-ondas 4 xícaras de cada vez, deixando bem no centro do micro-ondas, em potência média, por 10 minutos. - Se preferir, a receita pode ser preparada em uma forma com furo central de vidro (19 cm de diâmetro), própria para micro-ondas. Leve ao micro-ondas, em potência alta, por 10 minutos.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

FLOR DE MAÇA

Ingredientes: 1 pacote (300 gramas) de massa folhada 1 maçã grande ou 2 pequenas Suco de meio limão Açúcar refinado (o quanto baste) Canela para polvilhar (opcional) Manteiga para untar Modo de preparo: Primeiro, fatie a maçã bem fininha, em formato de meio círculo (eu tenho um fatiador manual excelente, se você não tiver um, essa parte vai ser chata porque as fatias precisam estar bem fininhas mesmo). Depois, faça um caldo com o suco de meio limão, água e açúcar (essa parte é feita "no olho": pegue uma tigela, coloque o suco de limão e água o suficiente para cobrir todas as fatias de maçãs - elas devem ficar submersas; coloque açúcar a gosto - acho que usamos umas 4 colheres de sopa). Coloque as maçãs picadas nesse líquido. Abra a massa folhada e corte-a em retângulos longos de cerca de 4 cm de largura (como se fosse uma régua, porém mais larga). Corte esse retângulo longo que se formou ao meio, formando dois retângulos de mais ou menos 4 cm de largura por 20 cm de comprimento. Coloque as metades de círculos de maçãs sobre a metade superior desse retângulo, um do lado do outro (se estiverem bem fininhas, pode sobrepor algumas fatias), até preencher todo o comprimento dele (o lado da casca da maçã deve ficar um pouquinho para fora da massa para dar o efeito bonito depois de enrolar!). Vire a metade inferior sobre a superior onde estão as maçãs, aperte bem para não abrir, e vá enrolando a massa recheada, formando a flor. Quando terminar de enrolar, aperte bem a ponta restante para evitar que se abra enquanto assa. Coloque sobre uma assadeira untada, polvilhe açúcar por cima (e canela, se for usar), e leve ao forno preaquecido até dourar. Sirva morno.

ENRROLADINHOS DE SALSICHAS

Ingredientes: 250 gramas de farinha de trigo 1 colher (chá) de sal 1 colher (chá) de açúcar 1 colher (sobremesa) de fermento biológico seco 2 colheres (sopa) de óleo 150 mL de água ou leite morno (usei leite) Salsichas (o quanto baste) Gema para pincelar Orégano ou parmesão para polvilhar Modo de preparo: Numa tigela, misture todos os ingredientes secos. Junte o óleo e aos poucos vá colocando o leite morno, sovando até atingir o ponto (deve desgrudar das mãos). Pode ser que não seja necessário usar todo o leite. Deixe a massa descansar em local abafado por cerca de 30 minutos. Abra a massa numa superfície enfarinhada, fazendo tiras finas. Pegue cada salsicha (eu cortei em duas para não ficar muito grande) e enrole a massa nela, tentando cobrir o máximo possível. Vá fazendo isso com as salsichas até a massa acabar. Coloque para assar numa forma levemente untada com margarina. Passe gema e se quiser, polvilhe orégano ou parmesão por cima. Asse até dourar. Dicas: Essa receita rende bastante e eu preferi fazer metade da quantidade de massa (usei 7 salsichas). Sirva com catchup e mostarda!

COXINHAS A MODA DO CHAKAL

Ingredientes: Para a massa: 3 xícaras (chá) de leite 3 xícaras (chá) de farinha de trigo 1 tablete de caldo de galinha 7 colheres (sopa) de maionese Farinha de rosca para empanar Para o recheio: 400 gramas de frango cozido e desfiado 1/2 cebola bem picadinha 2 colheres (sopa) de azeite Sal, pimenta e cheiro-verde a gosto 4 colheres (sopa) de molho de tomate pronto Modo de preparo: Para a massa: Leve para ferver o leite com o caldo de galinha esfarelado e a maionese. Misture bem para dissolver o tempero. Quando começar a ferver, junte a farinha de trigo de uma só vez e vá mexendo sem parar. Vai formar uma bola de massa bem pesada de mexer, é assim mesmo. Vá girando e apertando a massa na panela com a ajuda de uma colher grande até que desgrude completamente do fundo e das laterais. Transfira a massa para uma bancada e sove-a quente, até ficar lisinha. Aqui tem o pulo do gato: se você tem uma batedeira planetária, pode sovar a massa nela! Deixe até ficar lisa, retire e já comece a modelar as coxinhas com o recheio de frango já frio. Para empanar, molhe as mãos na água e apenas passe em cada coxinha, sem mergulhar cada uma direto na água. Depois, é só passar farinha de rosca. Reserve até terminar e frite em óleo quente. Para o recheio: Aqueça o azeite e refogue a cebola até murchar (se quiser, coloque um pouquinho de sal na cebola que o processo demora menos). Junte o frango desfiado e o molho. Mexa e deixe na panela tampada por cerca de 2 minutos, fogo médio. Coloque o cheiro-verde e tempere a gosto. Reserve até esfriar. Dicas: É muito importante que o recheio para coxinhas seja bem sequinho. O molho de tomate serve para deixar o frango vermelhinho e com um gostinho bom, não para dar caldo. Se seu recheio estiver com caldo, espere secar bem enquanto ainda está no fogo. Por isso não aconselho colocar tomate, pimentão e etc. Nada que vá soltar água enquanto o recheio cozinha e enquanto as coxinhas fritam. Eu não usei colher medidora para fazer a massa. As colheres de maioneses foram das que eu tenho na cozinha, mas sem exagero. A xícara tem 240 mL. Essa receita rende bastante: 56 coxinhas (usando 20 gramas de massa). Com 15 gramas também fica um bom tamanho e se parecem mais com as servidas em festas. A massa esfria rapidinho e é melhor modelar as coxinhas com ela ainda quente. Se você ainda não tem prática e demorar para modelar os salgadinhos (como eu), faça as bolinhas de massa e coloque um plástico por cima para impedir o contato com o ar. Isso evita que se forme uma casquinha dura na superfície da massa. Para aprender a modelar as coxinhas, eu vi um vídeo no youtube. Não é difícil: basta fazer uma bolinha, abrir formando uma espécie de concavidade, rechear e fechar, dando aquele formato com biquinho. Dá uma fuçada no youtube que tem vários vídeos ensinando!

PIZZA DE BATATA COM CARNE MOIDA

Ingredientes: 1,2 quilos de batata 300 gramas de queijo muçarela 3 copos de farinha de trigo 700 gramas de carne moída 2 tomates bem picados (eu tiro pele e sementes) 4 dentes de alho picados Pimenta do reino a gosto Orégano Azeite Modo de preparo: Cozinhe as batatas, escorra e amasse. Tempere com sal e pimenta. Junte a farinha e mexa bastante, até dar liga. O ponto é parecido com nhoque mesmo, forma uma bola um pouco grudenta (se for necessário, coloque mais farinha, mas acrescente aos poucos). Unte uma forma com margarina ou azeite e espalhe a massa. Leve ao forno e asse por mais ou menos 25 minutos. Enquanto isso, aqueça um pouquinho de azeite e refogue a cebola. Quando estiver quase no ponto (deve ficar transparente), junte o alho picado ou amassado (o alho doura rapidinho, por isso deve ser colocado no final) e depois a carne moída. Mexa sem parar para evitar que formem grumos. Tempere a gosto. Espere a água da carne secar completamente. Junte os tomates picados e deixe até ficarem moles. Retire a massa do forno, espalhe o recheio de carne, acrescente a muçarela e orégano. Volte com a pizza para o forno para o queijo derreter e sirva imediatamente. Dicas: Essa receita rende muito! Fiz metade dela e ainda assim comemos por alguns dias. É importante deixar o recheio de carne bem sequinho para que a massa da pizza não fique úmida. A espessura da massa vai ser determinada pelo tamanho da forma que você for usar. Faça com a altura que preferir. Se você costuma ver o programa, deve ter notado que o apresentador (Rodrigo Hilbert) faz suas receitas de um modo bastante "rústico", digamos. Ele segue seu feeling e opta sempre pela praticidade. Nesta receita, ele não descasca as batatas, não tira a pele e nem as sementes dos tomates, não mede com exatidão as quantidades, etc. Com isso, posso afirmar que as quantidades disponibilizadas no site são "aproximadas". Então fique à vontade para fazer alterações e deixar o prato com a sua cara.

BEIRUTE DO HABIB'S

Ingredientes: 2 pães sírios bem fininhos (ou 1, caso você consiga cortá-lo ao meio) - o que eu usei tinha uns 16-18 cm 2 folhas de alface crespa, fatiadas (espessura de 1 cm, mais ou menos) 1 tomate pequeno, em rodelas 100 gramas de rosbife fatiado 4-5 fatias de queijo processado tipo cheddar 50 mL de leite 2 ovos Maionese e requeijão catupiry (o quanto baste) Modo de preparo: Primeiro, frite os ovos como você faz normalmente. Como o meu pão era grande, resolvi fritar 2 ovos juntos para que desse certinho no tamanho do pão. Reserve. Em uma panela ou frigideira pequena, com um bom antiaderente, derreta as fatias de cheddar com  o leite. Vá mexendo bem, até ficar um creme homogêneo. Pegue um pão (caso consiga, corte-o em 2. Eu usei 2 pães bem fininhos), espalhe alface e por cima o tomate. Coloque maionese a gosto. Cubra a parte da salada com o rosbife. Agora espalhe o requeijão catupiry a gosto (lá eles usam um genérico, o "cremily") e coloque então os ovos fritos. Finalize com o cheddar derretido e feche o beirute com o outro pão (ou com a outra metade dele, se você cortou). Dicas: Rosbife é um ingrediente não muito fácil de achar. Aqui em Niterói, eu encontrei na rede Pão de Açúcar, lá no setor de frios e ainda tive que perguntar se vendiam porque não fica exposto junto com os presuntos e queijos. Fica dentro do setor, mas a peça inteira está escondidinha em algum lugar. E não custa barato. Se você não achar, sugiro substituir por um bom presunto fatiado bem fininho. Não vai ficar idêntico, mas substitui legal. No vídeo, o Caio não fala nada sobre esquentar o beirute. Sinceramente, senti falta disso porque achei que ficou frio (o da Habib´s vem bem morninho!), sem contar que o creme de cheddar endurece rapidamente quando esfria. Então coloquei o meu por uns 40 segundos no micro-ondas e ficou show! O beirute do habib´s é feito com apenas 1 pão, eles conseguem fatiar aquilo lá sem quebrar e nem destruir a fatia. Eu não! Essa receita faz 1 beirute enooorme que eu não consegui comer sozinha. Serve 2 pessoas ou 1 glutão, rs.

EMPANADAS ARGENTINAS

Ingredientes: 500 gramas de farinha de trigo 115 gramas de banha de porco 1 xícara (chá) de água 10 gramas de sal refinado Modo de preparo: Aqueça a água até ficar bem quente (não precisa ferver), junte a banha e mexa até derreter, espere esfriar em temperatura ambiente para prosseguir. Em um recipiente grande coloque a farinha e o sal e vá acrescentando a mistura de água com banha e mexendo até dar ponto. Se ao usar todo o líquido a massa não estiver lisa, você pode adicionar um pouco de água em temperatura ambiente mesmo. Enrole a massa em plástico filme e deixe na geladeira por pelo menos meia hora. Quanto mais ficar na geladeira, mais crocante fica, mas não pode passar de 24h. Pincele uma mistura feita com 1 gema + 2 colheres (sopa) de leite e leve para assar em forno preaquecido em 220ºC até ficarem bem tostadinhas por cima. Dicas: O recheio pode ser o que você preferir, mas lembre-se de que seja algo úmido ou cremoso, pois a massa das empanadas é seca. Eu fiz de frango com bastante catupiry. É importante colocar o recheio já frio sobre a massa.

CROQUETE DE MANDIOCA COM CARNE MOIDA

Ingredientes: 500 gramas de mandioca cozida Sobras de carne (eu usei sobras de carne de porco - uns 200-250 gramas mais ou menos) 1 gema 1/2 cebola picadinha Cheiro-verde a gosto Sal e pimenta a gosto Farinha de rosca para empanar Óleo para fritar Modo de preparo: Processe as sobras de carne até ficar tudo uniforme. Reserve. Amasse a mandioca cozida ainda quente. Junte a carne, a cebola, o cheiro-verde, a gema e os temperos. Misture tudo muito bem com as mãos (se você tiver um moedor em casa, pode passar a massa uma vez nele - ajuda a dar liga e deixa o bolinho mais uniforme; se você não tem, não tem problema porque o bolinho dá certo do mesmo jeito, provavelmente terá apenas um aspecto mais rústico). Unte as mãos com óleo e faça bolinhas médias. Empane com a farinha de rosca e frite em óleo quente. Dicas: Cuidado na hora de temperar a massa. Dependendo da sobra de carne que você usou, pode ser que precise de bem pouco sal. Pode usar mais de 1 tipo de carne no bolinho. Se você não tem processador de alimentos, triture a carne no liquidificador ou na faca mesmo (tem que ficar muito bem picada, dá trabalho mas não é impossível). Essa receita rende mais ou menos 25 bolinhos.

ANEIS DE CEBOLAS COM QUEIJO

Ingredientes: Cebolas grandes (eu usei 4, apenas as rodelas do meio. Guardei os anéis menores e os que se quebraram para outros fins) Muçarela para rechear 2 ovos batidos Farinha de trigo para empanar Farinha de rosca para empanar Óleo para fritar Modo de preparo: Corte as cebolas em rodelas grossas. Retire os anéis, separando-os de 2 em 2. Corte um pedaço de muçarela da mesma espessura que o anel de cebola que você cortou e insira-o entre os dois anéis (se não entender, clique no link do Tastemade acima para ver o vídeo). Passe o anel recheado pela farinha de trigo, depois pelos ovos batidos e finalmente pela farinha de rosca. Frite em óleo quente até dourar. Escorra em papel absorvente e sirva.

PAO DE QUEIJO 3 INGREDIENTES

Ingredientes: 1 caixinha de creme de leite 250 gramas de polvilho doce (usei mistura de polvilho doce e azedo, meio a meio) 200 gramas de queijo (usei meia cura, mas pode ser qualquer queijo) Sal Modo de preparo: Ralar o queijo e misturar com o polvilho e o creme de leite. Acerte o sal, faça bolinhas (a massa fica bem macia, sem grudar nas mãos) e coloque para assar (forno preaquecido) em uma forma untada com óleo. Sirva imediatamente. Dicas: Eu acho que o pão de queijo feito só com polvilho doce fica meio "puxento" demais para o meu gosto, então prefiro misturar os polvilhos (cada polvilho interfere de uma forma na receita do pão de queijo - o polvilho azedo faz crescer mais, enquanto o doce faz ficar mais puxento). Nunca testei só com polvilho azedo pois acho que a mistura funciona para mim.

CROQUETE DE CARNE FACIL

Ingredientes: 300 gramas de carne de porco (eu usei filé mignon suíno assado que já estava pronto na geladeira) 1 cebola pequena, picadinha 1 dente grande de alho, amassado Azeite para refogar (cerca de 1 colher de sopa) 1/2 xícara (chá) de leite 2 colheres (sopa) cheias de farinha de trigo Cheiro-verde a gosto 1 ovo Farinha de rosca para empanar Óleo para fritar Modo de preparo: Pegue carne já pronta, pique e passe pelo processador (se você não tiver um processador, pode usar o liquidificador (se for potente), colocando a carne aos poucos para bater; ou desfie na mão mesmo, mas tem que ficar bem miudinha). Reserve. Em uma tigela, coloque a farinha de trigo e o leite e misture bem com um fouet (se você não tem o batedor de arame, faça essa etapa no liquidificador senão seu creme vai ficar cheio de pelotas). Em uma panela, coloque o azeite e refogue a cebola. Quando ela estiver murcha, junte o alho, sem deixar dourar. Coloque a carne desfiada e mexa bem. Acrescente a mistura de leite e farinha, sem parar de mexer. A massa deve ficar com consistência firme, porém úmida. Você pode precisar acrescentar mais leite ou mais farinha. Quando obtiver a textura desejada, desligue o fogo e deixe esfriar um pouco. Modele os croquetes (a massa com a textura certa não gruda nas mãos), passe no ovo batido e depois na farinha de rosca. Frite em imersão com o óleo bem quente. Escorra em papel absorvente e sirva. Dicas: Se sua carne já estiver bem temperada, não precisa adicionar sal nessa receita. Pode usar carne de boi também, assada ou feita na panela.

RISOTO DE BLOCOLIS

Ingredientes: 1 xícara (chá) de arroz arbóreo ou carnaroli 1/2 cebola picadinha 1 colher (sopa) de manteiga 1 colher (sobremesa) de azeite 100 mL de vinho branco seco Cerca de 300 gramas de brócolis Creme de ricotao quanto baste para ficar cremoso (eu devo ter colocado umas 4 colheres de sopa) Cerca de 1, 1,5 L de caldo de legumes* bem quente Sal e pimenta a gosto Queijo parmesão para polvilhar Modo de preparo: Primeiro, cozinhe o brócolis no vapor. Deixe esfriar um pouco e pique bem. Reserve. Numa panela de fundo grosso, derreta a manteiga com o azeite. Junte a cebola e deixe dourar. Depois, coloque o arroz (apenas catado, não lave!) e refogue bem. Coloque o vinho, misture e deixe ferver para evaporar. Quando o arroz estiver novamente seco, adicione uma concha de caldo de legumes quente, misture bem, deixe cozinhar em fogo médio. Não precisa ficar mexendo sem parar, mas é necessário mexer bastante, então não saia de perto da panela. Vá colocando mais caldo quente, aos poucos, sempre que o arroz secar, até os grãos ficarem macios (eu gosto al dente, mas deixe como você preferir - lembre-se que se você preferir mais mole, vai precisar de mais caldo). Quando o arroz estiver cozido, é hora de escolher a cremosidade que você gosta. Se quiser com mais caldo, coloque um pouco mais de caldo de legumes antes de finalizar o risoto. Eu prefiro um meio termo, então deixo um pouquinho de caldo "sobrando" porque sei que depois que entrarem os outros ingredientes, o arroz dá mais uma "secada". Coloque então o brócolis picadinho, o creme de ricota, um pouco de parmesão ralado e prove. Acerte os temperos, desligue o fogo e sirva imediatamente (se quiser, polvilhe mais parmesão). Dicas: *O caldo de legumes pode ser caseiro - aquele que dá um trabalhão: você pica legumes diversos, cozinha, escorre o caldo e usa no risoto - ou então aquele do tabletinho dissolvido em água quente (é o que eu costumo usar). Mas tenho que confessar que tenho feito risoto usando apenas água quente mesmo, deixando para temperar no final com os temperos que já estou acostumada. Acho que fica mais gostoso assim. Risoto tem que ser comido quente e assim que o preparo for finalizado, porque ele esfria rápido e logo começa a grudar. Há quem finalize o risoto com 1 colher de manteiga. Eu coloco de vez em quando, mas nesse optei por não usar. Fica mais "aveludado". O creme de ricota pode ser substituído por requeijão ou creme de leite. Não lave o arroz para risoto! Ele tem mais amido, e isso é importante para dar cremosidade.

CARNE MOIDA DIFERENTE

Ingredientes: 500 gramas de carne moída 2 colheres(sopa)de azeite 1 tomate grande picado, sem sementes 1/2 cebola picadinha 1 dente de alho picadinho Sal e pimenta a gosto 1 lata de creme de leite 1 lata de milho verde 200 gramas de mussarela Modo de preparo: Refogue o alho e a cebola no azeite. Junte a carne e deixe fritar bem, tempere a gosto. Acrescente o tomate picado e mexa bem, deixe o tomate murchar. Desligue e reserve. Bata no liquidificador o creme de leite, a lata de milho (com a água) e uma pitada de sal. Num refratário coloque a carne, despeje o creme batido por cima e cubra com a mussarela. Leve ao forno pra gratinar. Dicas: Deixe a carne bem sequinha ao refogar, pois pode ser que solte um pouco de água no forno. Enquanto a carne está fritando, costumo temperar com 1/2 tablete de caldo de carne ao invés de sal e pimenta. Essa receita também deve ficar muito boa com frango desfiado no lugar da carne moída.